Expectativas: Te motivam ou te frustram?

Nós estamos sempre em busca...Queremos alcançar objetivos, sonhos , metas... Criamos expectativas sobre nossa vida financeira, profissional, amorosa... Esperamos.

Expectativa significa "estar na expectativa de, esperar, desejar, ter esperança". Nada de errado em ter expectativas, mas é importante saber como lidamos com elas.






Ao longo da nossa vida precisamos de motivação, sendo essa o motivo pelo qual fazemos alguma coisa, e de expectativas e essas duas coisas servem como combustível para nossas ações.


No entanto, a falta de clareza sobre a viabilidade do que buscamos ou esperamos pode nos trazer grandes frustrações ao final de tudo. Isso ocorre especialmente pela necessidade de controle e pelo "querer" algo de uma determinada forma, em um dado tempo (no nosso tempo). Qualquer coisa que aconteça diferente do esperado (especialmente se julgamos o resultado menor do que gostaríamos) traz a sensação de frustração.


Dentro da prática de meditação isso ocorre muito claramente no estágio inicial, ou seja, quando estamos começando a praticar. Acontece exatamente pela espera, pelo desejo de atingir algo, de estabelecer um estado de menor ansiedade, menor estresse e de responsabilização da prática de 10, 20 minutos no que diz respeito a redução desses estados citados anteriormente.

Dessa forma, é importante que não iniciemos uma prática de meditação esperando que ao final dela estejamos imunes ou livres de ansiedades, tristeza, raiva e outras emoções.

Devemos lembrar que estabelecer um estado de presença não significa, nem de longe, estar ausente dos problemas e emoções que permeiam a nossa experiência. Na verdade, através da presença temos a possibilidade de reagir ao que surgir de uma forma diferente do habitual. Podemos observar, podemos sentir e aprender com o que surge. Podemos ser e estar.


Você se identifica com isso?


Que tal fazer um exercício de reflexão sobre a forma como você encara seus objetivos e sonhos?


1- Tenha clareza sobre a sua motivação (o que te leva a buscar tal caminho, atividade, profissão, relacionamento...)


2- Como você vai atingir esse objetivo? Saber quais ferramentas utilizar para facilitar seu caminho até o resultado.


3- Tenha em mente um resultado mas seja resiliente quanto ao fim: Talvez seja interessante não estabelecer apenas um fim possível, mas se permitir estar abert@ aos ensinamentos e possibilidades do caminho.


4- Não crie expectativas além do que você sente que deve: Quando nos conectamos com o nosso presente, com a nossa jornada, é possível sentir o que pode ser feito e o tempo que isso vai levar. Para isso, precisamos ser honestos quanto as nossas habilidades e limitações.


5- Pense fora da caixa: Foco é importante, programação é importante, saber para onde ir é importante... No entanto, muitas vezes, as coisas saem bem diferentes do que esperamos. Nesses casos, se permitir ver além das possibilidades antes enxergadas abre um novo mundo e uma variedade de escolhas possíveis. Para isso, é preciso abrir mão da rigidez e do apego ao que antes identificamos como único caminho aceitável.


Tenta refletir sobre isso e colocar em prática, no seu tempo, adaptando de acordo com o que faz sentido pra você!


Um abraço,

Geissy



29 visualizações
  • Instagram
  • Facebook
  • YouTube

por Geissy Araújo 2020

Neurocientista | Instrutora de Mindfulness

contato@geissyaraujo.com

Avenida Amintas Barros, 3700, Lagoa Nova, Natal/ RN