Como começar a meditar?

Dentro do contexto do mindfulness, a prática de meditação consiste em um treinamento da atenção em algum foco (ou âncora) com uma atitude muito específica: de não julgamento da experiência, com curiosidade e abertura. Como fazer isso?

Bem, primeiro é preciso entender o que representam esses conceitos:


Não Julgamento: Dentro da fenomenologia, existe um termo chamado "redução fenomenológica" que consiste em abrir mão de conceitos prévios acerca de alguma experiência de modo a facilitar o meu contato com o que surgir. Assim, o não julgamento dentro de uma prática de meditação é se colocar nessa posição de observador da experiência sem classificá-la como boa ou ruim. É como assumir uma posição neutra, sem expectativas, apenas com atenção gentil, sem esforço.


Curiosidade: É trazer um olhar de iniciante, como uma criança que vê algo pela primeira vez. Abrir mão do peso do conhecer, que nos priva de vivenciar algo de forma diferente.


Abertura: estar aberto a experiência é necessário e vem junto com os componentes de não julgamento e curiosidade. Se não estamos abertos as experiências, se nos mantemos com uma posição fixa de julgadores como se soubéssemos de tudo que pode acontecer e determinar as coisas como dadas, não há oportunidade de observar com outro olhar ou de se relacionar com algo diferente. Não funciona ler ou ouvir todas as evidências e razões para fazer algo se eu não me permito entrar em contato com isso genuinamente.


Photo by Bekir Dönmez on Unsplash

Agora que sabemos como devemos nos colocar para iniciar uma prática de meditação, temos que ter clareza de uma coisa: Seu cérebro funciona produzindo pensamentos. E você vai se dar conta disso especialmente no momento em que parar para respirar. Sim, existirão pensamentos durante sua prática de meditação! Não, você não vai parar de pensar, ficar com a mente em branco, ir pra outro lugar...Você deve ter a clareza que o cultivo da presença através do treinamento da atenção ocorre aqui, no momento presente, junto ao seu corpo, com as sensações da sua respiração.


Você definitivamente não precisa (se você não quiser) ir para um lugar isolado e se privar de tudo para iniciar sua prática.


Você precisa de intenção, frequência e organização!


Então vamos para algumas dicas de como começar a sua prática:


1) Tenha clareza da sua intenção ao buscar a prática (quer entender melhor sua mente, reduzir estresse, ansiedade, ficar mais presente..etc..)


2) Determinar um horário do dia que você se sinta mais desperto, menos cansado. Se não conseguir, tenta encaixar na sua rotina entre intervalo de trabalho/estudo.


3) Coloque o celular em silencioso, para não se distrair durante seu exercício. Você pode talvez usar o celular ou aplicativos para marcar o tempo da sua prática e não ficar preocupado em perder a hora. Eu super indico o aplicativo Insight timer.


4) Comece aos poucos, 5 minutos por dia! Ajustou o alarme ou o aplicativo para marcar 5 minutos? Então vai para o próximo passo.


5) Escolha uma postura...Você não precisa sentar em lótus, com as perninhas cruzadas. Você pode fazer isso de pé, sentado numa cadeira, deitado em algum lugar... não se limite por isso! É importante que se sinta confortável.


6) Feche os olhos, ou permaneça de olhos abertos (sim, você pode fazer a prática de olhos abertos!!). Só tenta focar sua visão em um ponto em algum lugar a sua frente de modo que sua pálpebra fique um pouco fechada, para diminuir a quantidade de estímulos que chegam até sua retina.


7) Respire! Talvez fazer uma ou duas respirações mais profundas te ajudem a entrar em contato com a sensação de respirar, mas não precisa ficar respirando profundamente o tempo inteiro não!! Respire normalmente e perceba o ar entrando e saindo das suas narinas. Perceba seu abdômen expandindo durante sua inspiração e retraindo durante a sua expiração.


8) Você vai pensar, devanear, viajar!!! e tudo bem!!! Você vai se dar conta disso e retornar a sua atenção para o seu foco: sua respiração! vez após vez, sem julgar (lembra? nada de ficar se culpando porque pensou em alguma coisa), com curiosidade (como se fosse a primeira vez que você estivesse sentindo as sensações do ar).


9) Após os 5 minutos, perceba como você se sente. Teve alguma diferença quando comparado ao seu estado anterior a prática? Anote! Faça anotações para acompanhar seu progresso!


10) Repita! Sim, todo dia, faça esse exercício.. ficou fácil? aumenta o tempo! faz 10, 20, 30minutos..


Photo by Motoki Tonn on Unsplash

Aplique essa consciência no seu dia-a-dia! No trabalho, em casa, no trânsito.. um minuto , 30segundos... tomar consciência da respiração não necessariamente de olhos fechados ou sentado em um lugar silencioso, mas em qualquer lugar que você estiver. :)


Se você gostou desse post, compartilha com um amigo que possa se beneficiar com essas dicas!


Que você tenha dias mais conscientes!


Abraços,

Geissy


34 visualizações
  • Instagram
  • Facebook
  • YouTube

por Geissy Araújo 2020

Neurocientista | Instrutora de Mindfulness

contato@geissyaraujo.com

Avenida Amintas Barros, 3700, Lagoa Nova, Natal/ RN